19.7.06

Empresas são as estrelas das propagandas eleitorais

A Copa acabou. Outra competição agora assume lugar nos jornais. O período eleitoral, além da disputa por vagas, tem outra semelhança com o futebol: movimenta uma considerável soma em dinheiro. As doações para campanhas deste ou daquele candidato movimentam cifras nada modestas. Grandes empresas estão de prontidão para dar apoio financeiro aos candidatos de sua preferência.

No Espírito Santo, em levantamento feito por A GAZETA, nomes de companhias figuram entre as maiores colaboradoras dos candidatos das eleições de 2002. O Governador Paulo Hartung (do PSB, quando se elegeu ao cargo) recebeu R$ 500 mil da Aracruz Celulose, R$ 300 mil da CVRD e R$ 500 mil da CST na ocasião.

As boas ações chegam também ao poder legislativo. Durante a campanha, os hoje deputados Nilton Baiano (PP), João Miguel Feu Rosa (PP), Marcus Vicente (PTB), Rose de Freitas (PMDB) e Marcelino Fraga (PMDB) tiveram à disposição recursos da Blokos Engenharia. Esses dados podem ser obtidos no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Após o pleito fica a pergunta: todos os candidatos eleitos têm idoneidade para atuar em favor dos que pagam os impostos, ou sucumbem a outros favores?

Como escândalos envolvendo concessões irregulares a empresas e caixa-dois já se tornaram célebres, a reforma política, quase mítica, também entra em discussão. Um dos pontos abordados é o polêmico financiamento público das campanhas eleitorais. De acordo com o projeto os recursos sairiam do orçamento da União, que destinaria cerca de R$ 840 milhões para a divulgação dos candidatos.

25 Gritos:

Blogger Laééércio! said...

Não gosto da idéia de finaciar campanhas eleitorais com dinheiro público.

Se tiverem de praticar corrupção que seja com dinheiro privado....

18:00  
Blogger Vitor Taveira said...

confesso que não me informei muito sobre o tema mas por enquanto sou a favor do financiamento público de campanhas

acho que o custo para a democracia seria bem menor do que o custo do comprometimento de nossos políticos com as grandes empresas

ia ser o fim das campanhas milionárias, seria um sistema mais justo

mas se hoje existe caixa dois... como evitar que as empresas dessem grana "por fora"?

18:14  
Blogger Laééércio! said...

pois é... e o ônus não deve ser, novamente, da população...

Engordar o Estado não resolve...

19:23  
Blogger Billie Wonder said...

sou a favor do financimaneto público.. o dinheiro "por fora" seria mto mais "criminalizado" do q é hj em dia (q é praticamente aceito), mostrando ligações do então candidato..

20:03  
Anonymous Sergio Denicoli said...

O financiamento já é público, afinal, depois que se elegem, os políticos devolvem a grana aos que colaboraram superfaturando obras etc. Acho que campanha devia ter um limite de gasto nivelado por baixo. Os programas de tv e rádio deveriam ter apenas o candidato falando, sem aparatos publicitários. E os governos não deveriam gastar dinheiro com publicidade, pra fazer propaganda. A verba que eles gastam daria pra fazer muita coisa pra população. As campanhas deviam ser restritas às questões necessárias, de utilizade pública, como campanhas de vacinação etc.

22:36  
Blogger Laééércio! said...

"devolvem a grana aos que colaboraram superfaturando obras etc"...

Onde posso encontrar provas de que esta prática é generalizada a todos os estados e municípios do país??

Isso comprovaria apenas a ineficácia dos órgão competentes de fiscalização do gasto nas eleições...

A criação de um teto de investimento para campanha é uma boa opção.

Mas o ônus deve ser privado.

10:53  
Anonymous Sergio Denicoli said...

Pois o problema é comprovar. Acredito que existam exceções, mas penso que, em geral, as pessoas honestas ou se corrompem ou ficam pouco tempo na política. Não acredito que um político de carreira que exerça um cargo executivo seja honesto.
Entre os órgãos que fiscalizam (ou deveriam) a corrupção está o Tribunal de Contas. Precisa dizer mais alguma coisa? É triste!

22:35  
Blogger Laééércio! said...

Poxa, Sérgio... Então não acredita em democracia (inda mais nesta representativa...).

Vc é anarquista?

23:27  
Blogger Sergio Denicoli said...

Rsrs não sou anarquista. Mas como diz Manuel Castells as fronteiras políticas estão subjugadas às forças econômicas, portanto as instituições democráticas, nesse contexto, não existem. Se puder leia o livro "Conversas com Manuel Castells". A obra é na verdade uma entrevista feita com ele. Castells é um grande sociólogo catalão, que escreveu "A Sociedade em Rede". Tem umas opiniões muito racionais sobre o Brasil, que em breve vou colocar no Ponto de Análises. Umas das coisas que ele fala, parafraseando FHC, é que o Brasil não é um país subdesenvolvido, mas sim um país injusto. Tem sido meu autor preferido nos últimos tempos.
Abç

00:49  
Blogger Laééércio! said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

11:47  
Blogger Laééércio! said...

Agradeço a dica e o esclarecimento.

Abraço, Sérgio.

11:49  
Blogger Laééércio! said...

"as fronteiras políticas estão subjugadas às forças econômicas, portanto as instituições democráticas"...

Diria que a democracia é ameaçada pelo motivo contrário...

12:27  
Blogger Sergio Denicoli said...

Como assim Laééércio? Não entendi. Vc acha que a democracia é ameaçada pq as forças econômicas seriam subjugadas às forças políticas?

13:58  
Blogger Vitor Taveira said...

hmmm
esse papo ta ficando interessante...

00:15  
Blogger Laééércio! said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

01:09  
Blogger Laééércio! said...

Exato, Sérgio.

Perigo real é o Estado concorrer com as forças econômicas, subjulgando-as por extenção...

O silogismo é simples. Um grande Estado é sempre um Estado regulador. Onera o custeio das trocas comerciais e prejudica a população, que perde em poder aquisitivo. Sem o "poder aquisitivo" da população, há redução de investimentos. Menos renda é gerada e o país entra em recesso econômico.

Esse é o nosso cenário; que prejudica deveras a democracia por "n" implicações de ordem educacional, econômica, política, etc. As quais não tenho condições de enumerar.

Dica de link a esclarecer o que tentei dizer... rsrs:

http://www.olavodecarvalho.org/convidados/0144.htm

Abraço

01:10  
Blogger Laééércio! said...

Pô, Vitin... Quer ver sangue, não é???

huahuahuauhauhaua!!!

01:11  
Blogger Vitor Taveira said...

Pra mim democracia sem Estado eh ditadura do mercado!
Falei...

02:16  
Blogger Laééércio! said...

Não SEM estado... ele deve existir... mas menor que o atual...

02:47  
Anonymous Sergio Denicoli said...

Acho que vc está indo contra todas as teorias sobre o tema que já escreveram até hoje. O processo de globalização, que passou pela digitalização e criação de redes de computadores, intranetes e extranetes, a partir dos anos 60, fortaleceu as economias transnacionais, enfraquecendo os estados. As negociações e decisões importantes referentes à modernização das infra-estruturas, perderam a tutela das fronteiras e das políticas regionais. Com o fim de Guerra Fria isso ficou ainda mais nítido. Mais uma vez vou indicar um livro. É "A Globalização e as Novas Tecnologias", de Dan Schiller. Deve ter na biblioteca da Ufes. Leia e entenda melhor esse processo.

11:51  
Blogger Laééércio! said...

São correntes ideológicas...

15:52  
Anonymous Sergio Denicoli said...

Não são correntes ideológicas. São fatos. Achismo não leva a nada. Opinião todo mundo pode ter, mas opinião embasada necessita de dados.

20:03  
Blogger ninest123 said...

polo ralph lauren outlet, oakley sunglasses, air max, nike free, replica watches, tiffany jewelry, replica watches, longchamp outlet, tory burch outlet, louboutin pas cher, ugg boots, kate spade outlet, louis vuitton, gucci outlet, burberry, uggs on sale, longchamp pas cher, longchamp, ray ban sunglasses, christian louboutin outlet, ray ban sunglasses, nike free, ugg boots, jordan shoes, air jordan pas cher, nike air max, louboutin shoes, nike outlet, louboutin outlet, prada outlet, chanel handbags, louboutin, nike air max, ralph lauren pas cher, louis vuitton, sac longchamp, ray ban sunglasses, polo ralph lauren outlet, tiffany and co, nike roshe run, cheap oakley sunglasses, oakley sunglasses, oakley sunglasses, louis vuitton outlet, prada handbags, michael kors, louis vuitton, longchamp outlet, louis vuitton outlet, oakley sunglasses

21:17  
Blogger ninest123 said...

oakley pas cher, abercrombie and fitch, michael kors, converse pas cher, nike blazer, ray ban uk, michael kors outlet, nike air max, hogan, michael kors outlet, north face, burberry, michael kors outlet, vans pas cher, burberry outlet online, lululemon, ralph lauren uk, air force, kate spade handbags, nike free run uk, hollister, hollister pas cher, replica handbags, nike roshe, new balance pas cher, true religion jeans, true religion jeans, coach outlet, timberland, nike air max, coach purses, michael kors, ugg boots, hermes, ray ban pas cher, ugg boots, nike air max, michael kors outlet, tn pas cher, north face, true religion jeans, michael kors, true religion outlet, vanessa bruno, coach outlet, sac guess, mulberry, michael kors outlet, michael kors, lacoste pas cher

21:33  
Blogger ninest123 said...

nfl jerseys, vans shoes, abercrombie and fitch, hollister, beats by dre, jimmy choo shoes, asics running shoes, baseball bats, ralph lauren, reebok shoes, converse outlet, timberland boots, lululemon, instyler, nike air max, hollister, chi flat iron, nike huarache, louboutin, hollister, mcm handbags, new balance, nike roshe, longchamp, iphone cases, giuseppe zanotti, gucci, bottega veneta, babyliss, ferragamo shoes, mac cosmetics, mont blanc, nike air max, converse, herve leger, wedding dresses, oakley, ray ban, vans, nike trainers, celine handbags, soccer shoes, insanity workout, north face outlet, north face outlet, birkin bag, p90x workout, valentino shoes, soccer jerseys, ghd

21:36  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com