29.3.07

Agência Carta Maior pode fechar

Passando por sérias dificuldades financeiras, a Agência Carta Maior corre o risco de interromper a produção de seu conteúdo ainda esta semana. O veículo perdeu um contrato de patrocínio com a Petrobrás em dezembro e desde então os profissionais não recebem seu salário. Está marcada para dia 30/03 uma reunião para o grupo reavaliar a situação e decidir o futuro da agência.

A informação é da Agência CUT de Notícias.

Em editorial publicado na página da Carta há um apelo aos leitores que quiserem contribuir para a manutenção da agência. Uma das formas de contribuição é cadastrar-se , gratuitamente, para receber o boletim diário da Carta Maior e assim ampliar a divulgação.

A linha editorial do veículo fundado por Mino Carta pode ir de encontro aos princípios ideológicos de muitas pessoas, (ou de encontro aos que supostamente não têm princípios ideológicos), mas a pluralidade de idéias é uma premissa da democracia.

Correndo o risco de ser piegas, ocorre-me a frase de Voltaire. "Posso não concordar com nenhuma das palavras que você diz, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las". Assim, se algum dia a Veja correr o risco de fechar as portas e precisar de um cadastro desses, estejamos também a postos.

A página da Carta trabalha em sistema de copy left. O conteúdo pode ser livremente reproduzido desde que citada a fonte.

2 Gritos:

Anonymous ezequiel vieira said...

huuuum. Lembrei da Primeira Leitura

publicações com tendencia ideologica marcante nao sobrevivem?

14:30  
Blogger Fabrício said...

Ihhh... Sinal de que o dinheiro do contribuinte vai migrar, definitivamente, para a IstoÉ de Daniel Dantas e Zé Dirceu...

Mas Mino Carta deve chorar miséria no gabinete de Franklin Martins... Ahhh... Isso ele deve...

00:20  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com