23.11.05

Abreu falou sobre inversão de valores. Resolvi falar também. É mais um desabafo mesmo.
......................................

Sou filho da classe média, muito bem educado por meus pais. Sempre me interessei por política, muito por influência do meu pai. Entrar na Ufes e cursar Comunicação Social fizeram com que tivesse contato com outras realidades, pudesse ver o mundo de uma forma diferente, e cada dia mais, me indignasse com a realidade de injustiças e desigualdade.

Em minha recente vida de militante meia-boca convivo com um preconceito bem estranho. A maioria dos amigos ou conhecidos, sejam jovens ou adultos, me olham estranho e superficialmente. Ao saber que estou em algum protesto logo vêm as conclusões super 'pensadas': "Vixi, entrou na Ufes e virou rebelde", "Mais um comunistazinho", "Ah, é só um playboyzinho metido a engajado. O cara protesta usando tênis da Nike!", "Só falar em protesto e ele tá lá. É um rebelde sem causa"

Conto nos dedos os que ao invés de falar essas coisas me perguntaram o por quê de eu estar protestando, que quiseram se informar do motivo da indignação, entender o assunto.

Pra mim a inversão de valores está no fato de que alguém que acredita na mudança e que luta por uma cidade, um país, um mundo melhor nunca recebe aplausos. Até porque hoje o que vale é o resultado, e não a vontade e a coragem de lutar pelo que você acredita.

Nem aplausos nem incentivos.
Dos que vêm conversar, muitos querem lhe convencer que você deve desistir, que você nunca vai conseguir mudar o mundo. Já que a multidão se nega a fazer algo, junte-se a ela e não aos dez militantes que protestam em vão. Aceite tudo e fique sentado. Isso é o normal. Seja normal! Só assim você será totalmente aceito na socidade.

Mas não é o pior. Ao invés de tentarem lhe convencer de que eles tem razão, tentam lhe mostrar que você está errado. Procuram possíveis contradições, pra falar que você não está fazendo as coisas direito. Como se criticar as injustiças ou o capitalismo seja retrógrado e os que o fazem tenham que viver um mundo dedicado exclusivamente à causa. Como se só existeissem dois caminhos: aceitar tudo e ser um cidadão padrão ou virar um hippie e se desvincular de todos os valores materiais e, aí sim, ser digno de protestar.

.................................

Não estou dizendo que sou o dono da verdade, que tudo que faço é o certo. Só estou apontando que muitas pessoas julgam outras por esteriótipos ou por imagens superficiais e não pelo que o outro pensa, acredita ou faz pra conquistar o que almeja.

"Não abra mão do que você aprendeu pra ser o que eles desejam que você seja."

6 Gritos:

Blogger Billie Wonder said...

fato.

ser "normal" é o q precisa pra ser aceito na sociedade.. infelizmente.

23:38  
Blogger leticia goncalves said...

Vitor, entendo como vc se sente, mas calma, às vezes é só zuação bobinho...é claro, tem a velha frase 'td brincadeira tem um fundo d verdade'...
D certa forma, essas taxações servem aos propósitos q vc descreveu aí no post...
Mas num se liga nisso naum...
Td mundo ve o mundo como um reflexo de si msmo...e quer adequar até a imagem dos outros à sua...
Ms isso é 'normal',(o quanto 'normal ' é bom ou ruim eu naum sei), td mundo quer passar uma idéia adiante, vc tb quer passar a sua... 'e é assim q gira a roda da vida'

Ps: Se eu quisesse ser clichê naum obteria tanto êxito como agora...
Ms era isso q eu tinha a dizer...
Falow

05:28  
Blogger wlmansur said...

Olá, Vitor!
É fato que nadar contra corrente não é tarefa fácil, isso demanda mt esforço.
O mais lamentável nisso tudo é olharmos pro lado e sermos esvaziados, sermos satirizados, como se nós estivessemos cometendo um erro grave. Aliás penso que cometemos sim um erro, o erro da crítica, o erro da revolta.
Não quero ser maniqueísta, mas não ter sensibilidade em relação a vivência social, as lacunas existentes é no mínimo trágico...
Vitor não desistiremos, pois somos parte integrante desse todo, somos agentes da mudança, todos são se quiserem ser...essas posturas etereotipadas não edificam nosso pensamento, elas nos enfraquecem, esvaziam-nos...Muita força pra vc, somos companheiros nessa empreitada...

09:06  
Anonymous roberto said...

Q bichinha q vc ta virando hein?!
MEU DEUS!!
Vc ja foi homem rapaz!
Vc prega oq vc não faz meu caro amigo, é o bom e velho "faça o q eu digo mas não faça oq eu faço".
Ai até Jeremias né meu amigo!
Até ele!

14:56  
Blogger Vitor Taveira said...

eu sei q tem muito de brincadeira.
na verdade nem ligo q sacaneiem, axo engraçado. O problema q a unica coisa q fazem eh te zoar. Ninguem tenta entender a situaçao e tal.

Tb queria ressaltar q no começo do post eu destaco q sou um "militante meia-boca". Nao sou um cara totalmente dedicado as causas sociais e nao acho q isso seja contraditorio.

Duas coisas q devemos ter (sejamos militantes ou nao) é cabeça aberta e auto-critica. Eu procuro sempre me manter esses 2 fortes.

Abraço a todos.

15:47  
Anonymous roberto said...

lulinha!
mais nd à declarar

16:08  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com