29.11.05

A maioria dos dirigentes partidários do estado declararam ao jornal A Gazeta que são contra a verticalização. O presidente do PSB estadual, dep. Renato Casagrande, destacou que a regra é só um "faz-de-conta", pois "o partido que não tem coligação nacional faz a aliança que quiser nos estados". Luciano Rezende, dirigente do PPS, alertou para o fato da emenda ser proposta muito próxima ao período eleitoral. Segundo ele, a mudança das regras eleitorais em cima da hora está virando hábito, o que é muito perigoso.

O único que manifestou-se a favor da verticalização foi o líder do PSOL, Sílvio Felinto. Para ele, a regra "ajuda a acabar com o troca-troca partidário e une os partidos que são afinados ideologicamente em um único bloco". Só ser for na teoria, né? Porque nas últimas eleições presidenciais o PT se aliou ao PL, por exemplo. E os partidos da extrema esquerda lançaram cada um seu candidato.

1 Gritos:

Blogger João Tarcísio said...

Lembro-me bem das eleições para prefeito quando o governador Paulinho se viu em uma saia justa para apoiar candidatos à prefeito. Resultado: saiu do partido em que estava e apoiou em Vila Velha por exemplo 2 candidato. Um ao lado do outro em outdoors na saí da 3ª ponte.
é isso meus caros.

00:17  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com