10.11.05

Eu disse uma vez nesse blog que o niilismo imperava na nossa sociedade. Retiro o que disse.

Pensando melhor, não é o niilismo que faz com que as pessoas sejam tão inertes perante as injustiças sociais. Trata-se de conformismo. São coisas diferentes? Penso que sim.

Os niilistas pensam demais, os conformistas, muito pouco.

Os niilistas negam crenças pois as conhecem mas não acreditam nelas. Eles não vêem sentido na vida humana. Os conformistas não conhecem o que negam e vêem sentido em viver (nem que o sentido seja consumir).
Os niilistas vivem numa imensa angústia. Os Conformistas vivem o esplendor de viver sem preocupações.

Os niilistas são anárquicos, não acreditam no Governo. Os conformistas vêem a política como coisa suja. Daí surgem dois caminhos: se afastar dela ou participar dela para tentar mudá-la. Optam pela primeira opção, mais cômoda.

Os niilistam desprezam a vida e não acreditam na mudança; os conformistas amam viver. Mas amam a vida individualmente, sem se preocupar com os outros. Sabem que existe miséria e exploração mas se recusam a agir de modo a combatê-las. Aceitam a selvageria capitalista como o caminho natural da história. Como se a história não fosse moldada pelo homem.

Muitas vezes, antes de fazer algo eu já me perguntei: "Será que vai adiantar alguma coisa?"
Nunca sei se vai adiantar ou não. Mas sempre me vem uma certeza: Ficar parado não ajuda em nada. Tentar, errar, voltar, lutar, cair, levantar,continuar, acreditar. Só assim podemos transformar algo, tentar o impossível pra conseguir o possível.
.............................
Mais duas coisas que não aparentam mais são muito distintas (reflitam):
-Viver e sobreviver
-Ser e existir

8 Gritos:

Anonymous Abreu said...

caralho!!
MTO BOM o post!! eu não sabia mto o q é niilismo até vc ter me falado dias atrás e pesquisei.. não sei se me enquadro nessa categoria, mas com certeza há semelhanças minhas com o q isso se descreve..

qnto às 2 otras coisas q vc falou q parecem ser iguais e ser semelhantes, boto mta fé.. são MTO diferentes!!

eu inclusive axo q já fiz um post meio q mesclando lá.. sobre a diferença entre viver e existir.. hehehe =P

00:25  
Blogger Camila Fregona said...

tô orgulhosa de vc, vitim. desculpe se o atalho pro seu blog ainda tá errado.
qto ao vídeo axo q vai ser apresentado amanhã cedo no metrópolis . vou confirmar o horário e depois te falo.

11:21  
Anonymous Anônimo said...

The next frontier: XQuery Updates
URL: http://blogs.datadirect.com/jonathan_bruce/2005/11/the_next_fronti.html... XQuery has achieved Candiate Recommendation and I think it's safe to say that many individuals, organizations and vested interests ...
Find out how to buy and sell anything, like things related to company construction mn road on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like company construction mn road!

16:25  
Anonymous Priscila Gonçalves said...

Ei Vitor. Mto bom. Parabéns. Um dia eu chego lá. Já consertamos o seu link, viu? E valeu pela sugestão dos peneus. Escrevi sobre eles. Bjim

17:57  
Blogger Laééércio! said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

16:19  
Blogger Laééércio! said...

os conformistas amam viver. Mas amam a vida individualmente, sem se preocupar com os outros. Sabem que existe miséria e exploração mas se recusam a agir de modo a combatê-las.


Sei lá Vitin, mas penso (droga de filosofia) que as pessoas "comuns" pensam, sim, à respeito das injustiças e da miseria alheia.

Talvez, o nível de conhecimento adquirido pelo indivíduo não seja suficiente para uma análise mais crítica e esclarecida de seu entorno.

São maneiras e níveis distintos de interação com o mundo.

A respeito da recusa, tb não concordo muito. O que existe não é uma recusa, própriamente dita, mas uma espécie de "imobilidade adquirida" e a consequente trasferência de suas obrigações políticas aos organismos gerenciais do município, do estado e da nação.

É um círculo vicioso que se repete e se recompõe desde as gerações mais primitivas de nossa nação pós 1500.

É uma cultura, e uma característica quase q genética, a passividade dos brasileiros.

Mas de forma alguma coabita na sociedade uma indiferença egoísta a respeito das classes menos favorecidas. E digo isso num aspecto geral. O q há é um sentimento de não responsabilidade. De impotência.

E é isso q deve ser combatido.


Vitin, um abrago e té mais.

16:46  
Blogger Vitor Taveira said...

axo q o uso da palavra 'recusa' foi realmente infeliz

valeu pelo coment, contribuiu muito para o debate!!!

19:52  
Blogger Laééércio! said...

Estamos aqui para isso!!!

Té mais vitin.

22:48  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com