20.10.05

SIM ou NÃO? Não, obrigado, eu voto NULO sim!

Eu voto nulo. Vejo esse referendo com grande indiferença.
Estamos desviando o foco do combate à violência. O SIM ou o NÃO faz pouca diferença.
Sou totalmente a favor de que a população se desarme. Eu disse: que a população SE desarme.
Mas sequer estamos votando o desarmamento. Quem possui armas legais não as perderá.
O voto é pelo fim do comércio legal enquanto o mercado negro segue abastecendo nosso país de armas. Ou seja não vamos desarmar nem bandidos nem cidadão honestos.
.............................
A aquisição de armas legais é elitista. Um processo caro que só é acessível aos ricos. Ao pobre é negado o tal "direito de auto-defesa" que estaria sendo violado.
A campanha do NÃO pergunta se você está disposto a abrir mão de um direito seu. Sim, eu abro mão do direito de ter uma arma de fogo. E você?
.............................
Achei, num tópico do Orkut, uma frase que sintetiza bem o que eu penso:
"Se armar é uma 'solução' individual para um problema coletivo... Corra atrás do seu direito, de sua desfesa, não de armas "

7 Gritos:

Anonymous Abreu said...

tô contigo na cruzada do voto nulo..
não vai ter efeito nenhum.. mas eu ficarei em paz com minha consciência de q dei um voto de protesto contra esse referendo..

15:27  
Anonymous Letícia said...

Realmente o referendo tem ares de pouca relevãncia, tanto quanto outas inúmeras medidas e leis já sancionadas.É claro que leis por si só de nada servem sem legitimidade e sem a conjuntura adequada para o seu cumprimento.
Mas a instituição das leis ,sua constituição, faz parte das bases do Estado de direito democrático. Se elas não se fazem valer como devem, é porque o Estado democrático não está ainda também estabelecido como deveria.É claro tb q a democracia não vai abolir os crimes e nos fazer viver em contos de fada,isso é presssuposto de uma política normativa, não da real.Mas a realidade msm poderia ser bem melhor dentro de diretrizes democráticas sólidas. E para tanto, não se pode prescindir das leis, das tais medidas q agora parecem ser apenas paliativos inconsistentes, mas q no futuro, se um dia a democracia se consolidar no Brasil, farão SIM diferença.
Não me parece plausível q mais armas em circulaçõ possa gerar mais segurança.Arma não é escudo, muito pelo contrário. Mas o pior não é o que ela é, é o que ela representa.
O comércio de armas e todo esse discurso de auto-defesa significam o enfraquecimento do Estado e,pior, reforça o 'poder de fogo'da gente conservadora e retrógrada q se impõe nesse país. Aqui ainda é forte a mentalidade de que bandido tem mais é que morrer, e vai-se por água a baixo qualquer resquício de inteligência para pensar politicas públicas q realmente promovam a segurança das pessoas.
Votar NÃO é dar respaldo a essa gente.É dizer que realmente concordamos com os rumos q esse país segue, pq foram eles q nos trouxeram até aki.A tão malfadada 'elite'. Não me refiro ao poder aquisitivo dessas pessoas, mas à sua capacidade de disseminar sua ideologia até transformar os que não são de sua classe em perfeitos reprodutores do seu pensamento.
É isso q o referndo pode ajudar a reafirmar, se formos tolos como sempre. Mas é preciso q aproveitemos esse referendo p promover um debate democrático e assim aproveitar uma brecha q a elite burra deixa a vista(às vezes ela tb se transveste de 'progressista').
Vou votar no SIM não pq concordo c os argumentos q nos bombardeiam burramente na mídia, não pela paz e pelo amor... É por raiva mesmo dessa gente q pensa q td se resolve com truculência, q as leis d nada servem, q afundam a democracia na lama. Nem acredito q um dia nosso país realmente se livre 'deles'ou q a democracia realmente um dia passe a existir, mas só por via das dúvidas.....

Obs:desculpa, escrevi mt

16:27  
Blogger Ezequiel Vieira said...

nao sei ainda se voto NULO ou em NAO, em primeiro lugar, o nulo seria pq o q está em jogo nao é O Estatuto (em vigor desde 2003), o q querem q a gente decida é um artigo quase final, por sinal desnecessario, uma vez q os artigos anteriores por si só já sao bem rigorosos e se conseguirem cumpri-los, nossa..., outra coisa é q se o artigo 4º prevê o comércio de armas (com grandes restricoes é verdade) e esse artigo nao terá alteracao, como q é criado o artigo 35 q abre a possibilidade de proibicao do comercio de armas de fogo e municao. gastaram R$500 milhoes para fazer um Estatuto incoerente e um referendo (ou será um plebiscito?), descessario . enquanto isso nossa polícia "companhereira nossa de cada esquina" recebe um grande investimento de R$109 milhoes, em 1995 criaram uma lei para tentar diminuir o comercio de armas, mas nao conseguiram. nao sabia q politcas publicas se fazia por simples atualizacao de leis. continua depos pq o labcom tá fevhando.......

18:34  
Blogger Nego_Zeh said...

Ae vitin como sempre fecho com suas posições sempre sensatas..pra ser sincero não pesquisei muito sobre desarmamento naum...sei q tô de saco cheio de tanto forçarem a barra. De um lado um grupo querendo enfiar-nos garganta abaixo uma lei irrelevante que sirva de moeda política em futuras eleições...e do outro gente legislando em prol dos fabricantes de armamentos e munições ao invés de pensar nas demandas do cidadão...é complicado...

Ae passa no meu blog, num tá bunito assim tipo o seu mas...

00:57  
Blogger Nego_Zeh said...

Ae vitin como sempre fecho com suas posições sempre sensatas..pra ser sincero não pesquisei muito sobre desarmamento naum...sei q tô de saco cheio de tanto forçarem a barra. De um lado um grupo querendo enfiar-nos garganta abaixo uma lei irrelevante que sirva de moeda política em futuras eleições...e do outro gente legislando em prol dos fabricantes de armamentos e munições ao invés de pensar nas demandas do cidadão...é complicado...

Ae passa no meu blog, num tá bunito assim tipo o seu mas...

00:57  
Blogger Amanda Zambelli said...

Vitin, concordo com a sua posição, realmente acho essa discussão sobre o desarmamento ridícula. Pior ainda é a quantidade de dinheiro para tal investimento. Até a pergunta já é confusa, porque se formos parar para pensar o SIM é o NÃO e o NÃO é o SIM.

08:52  
Anonymous Brandón! said...

se o povo elegeu o lula não duvido de mais nada.(haha totalmente nonsense)

09:44  

Postar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com